Dicas
Conheça as principais características do Destination Wedding e saiba como incluí-lo na agenda do seu casamento.

Destination Wedding: um novo conceito para casamento

27 junho 2020

Caiu no gosto dos brasileiros! Os famosos destination weddings são nada mais, nada menos, que casamentos realizados em um local diferente da cidade dos noivos. Praia, campo, montanha, castelo… são inúmeras as opções de locais que podem se tornar o cenário de um casamento. Com tantos lugares lindos espalhados pelo Brasil e mundo afora, não é difícil entender o motivo pelo qual o destination wedding tem se tornado cada vez mais popular no universo de casamentos.

Aonde casar?!

Cada dia mais e mais noivos preferem se deslocar de sua cidade de origem para celebrar o seu casamento em alguma outra cidade ou até em outro país. Mas a grande dúvida é: organizar um casamento à distância e longe da sua cidade é uma tarefa muito complicada? De acordo com Marta Michelon, que há 20 anos organiza festas e casamentos, tudo vai depender de um bom planejamento.

Conforme Marta, este tipo de evento precisa ser pensado com no mínimo um ano de antecedência. “A procura por cenários diferentes dos tradicionais tem aumentado muito nos últimos cinco anos”, aponta. Segundo ela, a facilidade de comunicação contribuiu muito para esse crescimento. “Hoje é possível realizar o casamento, viagem dos convidados e, inclusive, a lua de mel no mesmo lugar. E isso pode garantir fotografias belíssimas. Além disso, só o fato de fazer as malas já faz com que o clima da festa comece muito antes do casamento em si.”

Casamento em hotéis e resorts

Outra vantagem do destination wedding é a possibilidade de criar uma intimidade maior entre os convidados, já que vão conviver por mais tempo. “Atualmente, existem hotéis e resorts que se preparam especialmente para receber casamentos e são ótimas opções para facilitar esse momento”, diz a especialista. A Serra gaúcha é um dos cenários bem requisitados por casais do centro do país, conta Marta, que já realizou o sonho de muitos noivos, principalmente nos cenários bucólicos das vinícolas da região.

A relações públicas Caroline Polly, que também organiza festas e casamentos, concorda que o destination wedding é o queridinho dos noivos nos dias de hoje. O cenário, segundo ela, é o determinante. “Lugares paradisíacos têm feito as pessoas saírem de dentro dos clubes e hotéis para realizar um sonho e proporcionar aos seus convidados uma experiência mais cinematográfica.” Ela tem a mesma opinião que Marta sobre a facilidade que a comunicação trouxe para a realização desse tipo de evento. “Uma coisa que no passado era vista como algo impossível, hoje, em função até das redes sociais, ficou acessível. Tenho noivos de várias regiões e países, faço reuniões por face time com fornecedores, tudo muito tranquilo.”

O que é o Destination Wedding?

Destination Wedding é um tipo de casamento em que os noivos escolhem um destino perto ou longe, de acordo com o estilo que mais lhes agradar para celebrar o casamento. O leque de possibilidades é enorme, pode-se optar por praias, brasileiras ou não, por fazendas históricas, por hotéis e pousadas antigas, castelos, vinícolas… enfim, são muitas opções. Além disso, o casamento não dura apenas 8h ou 10h, mas sim alguns dias. Dando início logo no começo da viagem e finalizando quando os convidados estão de volta, isso pode ser dois a sete dias, em média.

Um ano antes da data

Inicie um checklist com tudo o que precisa ser visto com os fornecedores do local. Outro ponto importante é enviar o save the date com, no mínimo, três meses de antecedência, para que todos os convidados possam se programar para a viagem.

Pontos favoráveis

Cenário deslumbrante

– A maior vantagem de fazer as malas para casar é poder contar com um cenário paradisíaco, de natureza exuberante, seja num resort à beira mar, em um hotel fazenda ou numa pousada na natureza.

Interação

– Todos os convidados têm a oportunidade de conviver em uma viagem por mais tempo do que simplesmente o horário de duração da festa.

Atividades extras

– É possível pensar em “extras” como jantares e atividades de lazer, capazes de ampliar os momentos de união entre as famílias do noivo e da noiva e os amigos.

Lista de convidados reduzida

– Casar em um ambiente afastado permite criar um clima intimista. O casal terá uma lista menor, mais selecionada e bem próxima.

Pontos desfavoráveis

Abrir mão de presenças queridas

– Fazer do casamento uma viagem pode significar que nem todos os convidados tenham disponibilidade para viajar e, por isso, poderá precisar abrir mão da presença de algumas pessoas queridas.

Levar a equipe de beleza com você

– Se você não conhece os salões de beleza da região, será preciso levar os profissionais de beleza.

Pesquisar fornecedores locais

– É preciso fazer uma pesquisa maior de fornecedores em uma região pouco conhecida e verificar se será necessário levar alguém de fora.

Alugar gerador de energia

– É preciso se informar sobre o abastecimento de água e energia no local escolhido e garantir que nada falte aos convidados e, muito menos, durante a festa. Dica: vale alugar gerador de energia extra.

Investimento

Não estamos falando de valores extremamente altos, por isso mesmo, o destination wedding acabou tornando-se muito atrativo nos dias de hoje. Muitas vezes o valor de um casamento para 200 convidados é o mesmo de um destination wedding para 30 pessoas, sendo que a grande diferença é proporcionar uma experiência única e exclusiva a todos.

Escolha do destino

Praia, campo, castelo, vinícola? A partir daí já dá para elaborar uma lista com possíveis locais e analisar se os convidados vão de carro ou de avião. Importante verificar também as opções de hospedagem para todos. Vão ficar em um mesmo hotel? Ou ficarão separados? Será meia pensão ou pensão completa? Há outras atrações para os convidados aproveitarem a viagem? Quantos dias os convidados precisam reservar na sua agenda para o casamento?

Casamento na vinícola

A advogada paulista Mayara Zanini Escudero sempre sonhou com um casamento bonito, marcante, que durasse muitas horas e que fosse cercado da família e de amigos. Quando começou a pesquisar sobre casamentos, já tinha em mente o que queria: um buquê de lavandas e um casamento no estilo boho chic.

“Com isso decidido comecei a pesquisar ideias e o que poderíamos fazer para que o casamento tivesse 100% a nossa cara. Somos um casal superanimado, que adora viajar, apreciar vinho e estar rodeado da família e amigos! Então, a ideia de um destination wedding era muito forte! Nos últimos quatro anos viajamos para a região do Vale dos Vinhedos para aproveitar o frio, beber vinho e comer bem. A região é lindíssima! Sempre comentávamos que nos casaríamos por lá e que quando estivéssemos velhinhos, compraríamos uma terrinha e faríamos nosso próprio vinho. Quando ficamos noivos, vimos alguns lugares em São Paulo e região, mas nada que nos fizesse ter a certeza de que deveríamos nos casar em um desses locais. Marcamos uma viagem para a Serra Gaúcha e visitamos várias vinícolas da região. E assim conhecemos a Luiz Argenta, em Flores da Cunha. Quando chegamos na vinícola, foi amor à primeira vista. Eu, particularmente, arrepiei e não tive dúvidas de que deveria casar lá.” E assim foi.

Preparativos para o grande dia

Conforme Mayara, os preparativos duraram praticamente um ano. “Decidimos o local em novembro de 2015 e, em novembro de 2016, nos casamos. Escolhemos novembro, pois seria uma época com menos frequência de chuvas, clima mais agradável, e os parreirais já estariam começando a ficar carregados de uvas”, conta. Assim que decidiram se casar em Flores da Cunha, Mayara buscou uma assessoria na região. “Alguém que tivesse realizado casamentos semelhantes, que conhecesse e tivesse um bom relacionamento com os fornecedores locais, e que eu me sentisse segura, ainda mais por estar longe de tudo. Assim conheci a Marta Michelon e sua equipe”, lembra.

“Fui uma noiva muito participativa. Adoro detalhes e esperava que tudo saísse exatamente como nós planejamos e imaginamos. Pesquisei muito o que eu queria, discuti bastante as ideias com meu noivo Fernando, e juntos decidimos cada detalhe. Conversávamos bastante com a Marta por telefone, Skype, WhatsApp, E-mails e tivemos que fazer algumas viagens bate e volta no final de semana para que pudéssemos alinhar detalhes com todos os fornecedores. A cerimônia foi na própria vinícola, com os parreirais ao fundo e duas araucárias lindas e altas de cenário. A realização de um sonho.”

Casamento em Cancun

Não apenas o casamento realizado nos cenários paradisíacos de Cancun, mas toda a história de Luciana Chalela e Daniel Karvik é digna de contos de fadas. Ela brasileira, de Caxias do Sul. Ele sueco, de Lidköping. Os dois se conheceram em 2011, durante férias em Palma de Maiorca, na Espanha. Na época, Luciana fazia doutorado em Finanças, em Madri, onde morou entre 2010 e 2013. O encontro logo resultou em namoro e, após o retorno de Luciana ao Brasil, o casal passou a se revezar em idas e vindas entre o Brasil e a Suécia.

O noivado, em 2015, suscitou uma pergunta importante: onde seria o casamento? No Brasil ou na Suécia? A conclusão foi que o destino deveria ser neutro, para não privilegiar nenhum dos noivos e suas famílias. “Sempre sonhei em casar na praia. Aí, em junho de 2016, fomos passar férias em Cancun e decidimos que lá seria o lugar perfeito. É um local lindo e tem tudo a ver com a gente. Além disso, seria bom porque ficaria no meio do caminho para as duas famílias”, conta Luciana.

E, assim, casaram-se em 5 de maio deste ano, no CasaMagna Marriott Cancun Resort, com a cerimônia das areias e sob um gazebo digno de cinema. Luciana diz que foi bastante trabalhoso organizar o casamento à distância, envolveu contatos telefônicos, muitas trocas de e-mails e algumas idas para Cancun. Isso porque o casal optou por utilizar apenas os serviços do organizador de eventos do próprio hotel e a noiva fez questão de se envolver pessoalmente com todos os detalhes. “Se era o meu casamento não poderia chegar lá e me sentir frustrada.”

Mas o resultado saiu conforme o planejado – e mais, superou as expectativas dos noivos e também dos convidados. “O casamento sempre é um momento bastante especial para os noivos, mas o que eu não imaginava é que os convidados ficassem tão felizes com essa experiência e que isso marcasse tanto eles também. Tanto que já estão cobrando a festa de bodas de um ano”, emociona-se.


Deixe um comentário

Categorias

Topo
Open chat