Tratamentos Estéticos
Conheça as principais características dos implantes de silicone nos seios.

Tudo o que você precisa saber sobre implantes de silicone

22 junho 2020

Está pensando em implantar silicone? Sugerimos que antes você leia o que o Dr. Tiago José Refosco, Membro Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, traz de novidades e dicas sobre o assunto. 

Pasme, mas a tendência de seios menores veio para ficar! E Refosco percebe essa questão como sendo favorável tanto à estética quanto à saúde. De acordo com ele, o volume exagerado foi uma influência norte-americana, e hoje sabemos a respeito dos malefícios que o excesso de implante pode causar, desde deformidades ósseas de costelas até atrofia quase total da glândula mamária.

Modelos de próteses de silicone

Antigamente, as pacientes se fixavam muito no volume do implante, e até hoje a maioria não sabe muito sobre formatos e projeções. O cirurgião explica que existem cinco formatos diferentes no mercado, mas para critério de estética, são usados basicamente três. 

Anatômica:

também conhecida como “gota”. Imita o formato de uma mamam natural, com a maior parte do volume concentrada na sua porção inferior. Indicada para mulheres que desejam um aspecto mais natural e menos marcado no colo. 

Cônica:

projeta a porção média da mama, ou seja, a aréola. Foi desenvolvida no Brasil e é indicada para pacientes que têm algum grau de queda e não querem se submeter a cicatrizes maiores.

Redonda:

a mais procurada. Esse implante trata-se de uma esfera bipartida, que projeta igualmente as partes superior e inferior da mama, conferindo um aspecto de preenchimento ao colo.

Critérios para a escolha da prótese

Com relação aos fatores considerados na escolha do tamanho da prótese, o doutor afirma que, ao contrário de como era antigamente, quando apenas o volume era critério, hoje combina-se formato, textura, diâmetro, projeção e volume para oferecer o implante mais adequado a cada paciente. “Usamos basicamente cinco critérios para a escolha de um implante e para a escolha do local onde colocaremos esse implante, abaixo do músculo, abaixo da glândula ou abaixo da fáscia muscular.” Os critérios citados por ele dizem respeito ao desejo da paciente, ao seu tipo de pele, tamanho do tórax, tamanho da mama e tipo de glândula que ela possui.

Com a gradual evolução do gel de silicone e após décadas de acompanhamento de pacientes implantadas, Refosco garante a segurança das próteses usadas hoje, liberadas pelo FDA (órgão americano de controle). Por esse motivo, não há necessidade de troca do implante, eles apenas precisam ser monitorados com exame de imagem após o décimo ano de uso.

Você sabe o que é mastopex

Mas não é somente por meio de prótese de silicone que é possível valorizar os seios. Segundo o especialista, as mamas com queda não são bem tratadas apenas com implantes. “A ideia de que a prótese de mama ‘levanta’ a mama caída é falsa. Nesses casos precisamos acrescentar a mastopexia ou a cirurgia de ascensão da mama em conjunto da prótese para um resultado satisfatório.” A mastopexia pode ainda ser realizada sem implantes e, mais atualmente, vem sendo usada a enxertia de gordura e até mesmo pequenas lipoaspirações para simetrização e melhora do formato das mamas.

Como é a recuperação do implante de silicone?

Quando se fala em implantes, o tempo de recuperação é bastante rápido. A paciente tem alta algumas horas após o procedimento, mesmo este sendo ambulatorial. De uma maneira geral, volta ao trabalho após cinco dias, pode voltar a dirigir após uma semana a dez dias e voltar à academia após um mês”, explica o médico.

Para concluir, Refosco retoma a questão norte-americana, esclarecendo que nos Estados Unidos houve uma “moratória” em que o silicone médico foi proibido para uso em mamas até meados de 2000, e só foi liberado o implante de silicone estético a partir de 2006. Durante esse período, a única alternativa dos médicos era o uso de implantes preenchidos de solução salina, ou seja, de soro fisiológico. Devido ao pobre resultado estético, às complicações a longo prazo e, sobretudo, aos avanços que surgiram, essa técnica foi abolida.


Deixe um comentário

Categorias

Topo
Open chat